BICHOS III (MORGADO)

Morre! Morre Morgado
Morre que chegas aos céus
Entrega-te às presas do Lobo
Cordeiro és que preso num canto
Morre em lugar de Isaac,
Que a terra lhe será leve
És só “dezassete dinheiros” —
Não trinta — de um vil almocreve

 
l