POSTAGEM 21: "Os efeitos de um bom governo"

Olá internauta. Faltam 79 dias para o ENEM e essa é a nossa postagem de número 21. Hoje vamos falar sobre o Humanismo, o segundo momento da Literatura Portuguesa.



A imagem acima é um afresco de Ambrogio Lorenzetti intitulado “Os efeitos de um bom governo”, pintado nos anos de 1338 e 1339. Nesta obra, o artista retrata o reflorescimento da vida urbana e do comércio, já na época do Humanismo.

A imagem apresenta cenas da vida em uma cidade. Há um conjunto de edificações, a presença de muitas pessoas em espaços “públicos” (algo semelhante a ruas de uma cidade), interação entre as pessoas, que parecem pertencer a segmentos sociais distintos, já que esse vestem e agem de um modo diferente entre si. Em primeiro plano, aparece um grupo com trajes mais sofisticados que parece dançar (as pessoas estão de mãos dadas, formando um círculo); no canto esquerdo, há outras trajadas ricamente que passam a cavalo (a mulher, na frente, usa uma coroa na cabeça); há pessoas vestidas de modo mais simples que parecem trabalhar; na parte central superior, também há homens que carregam sacos e trabalham na construção de um telhado.

É interessante notarmos que na imagem não existe nenhuma referência à religião. Essa ausência sugere uma mudança: na perspectiva teocêntrica medieval, todas as conquistas humanas são, na verdade, dádivas divinas. Por esse motivo, as obras de arte do período procuram trazer sempre elementos que simbolizam a subordinação do ser humano a Deus. Quando Loenzetti retrata a vida em uma cidade e as atividades ali normalmente desenvolvida por pessoas comuns, começa a atribuir um importante papel ao ser humano na condução própria da vida, sugerindo que nem tudo depende de Deus. Fica claro que o Humanismo é um momento de transição entre o teocentrismo medieval e o antropocentrismo renascentista.

Adaptado de Abaurre, Pontara e Cesila. Literatura Módulo 3, Uno Sistema de Ensino.


 
l