Fernando Sabino no portal Terra



Escritores debatem sobre influências na literatura de Sabino

26 de novembro de 2011 20h41

José Guilherme Camargo
Direto de Sete Lagoas

As correspondências trocadas por Fernando Sabino no começo da carreira a Mário de Andrade, Clarice Lispector e os amigos Otto Lara Resende, Hélio Pelegrino e Paulo Mendes Campos, serviram de referência para o autor escrever seu principal romance, o livro Encontro Marcado (1956), segundo os convidados do quarto dia de debates no festival literário Literata, em Sete Lagoas. Neste sábado, os escritores e jornalistas debateram o tema "Sabino, o correspondente" e ressaltaram a importância deste gênero na literatura brasileira.

A primeira mesa redonda do dia contou com a presença do jornalista e escritor Humberto Werneck e dos escritores Luiz Henrique Pellanda e Sérgio Rodrigues. O debate começou com pouco mais de 30 minutos de atraso, por causa da chuva que caiu sobre a cidade, e que acabou afastando o público.

Entretanto, o debate teve como ponto de partida três publicações de Fernando Sabino, que trazem a troca de ideias literárias com escritores e amigos através de correspondências, que na metade do século passado eram bastante utilizadas como meio de comunicação. Cartas perto do coração, correspondência com Clarice Lispector, Cartas na mesa, correspondência com Paulo Mendes Campos, Otto Lara Resende e Hélio Pellegrino e Cartas a um jovem escritor e suas respostas, a Mário de Andrade foram livros que mostraram ideias e relações entre escritores, que posteriormente foram aplicadas e referenciadas pelo autor em Encontro Marcado.

Para o escritor e jornalista Humberto Werneck, a troca de correspondências com Mário de Andrade no começo da carreira foi fundamental para a consolidação de Sabino como escritor. Segundo ele, o então jovem escritor mineiro não teria tido o crescimento literário se não fosse o contato com o renomado autor de Macunaíma.

"O debate foi vital para a formação de Sabino. O Mário de Andrade recebeu o livro Os grilos não cantam mais e o manteve com ele. Deve ter pensado, se o autor tem mais de 30 anos, a obra não prestava, mas se fosse jovem tinha um grande potencial", disse. Werneck também destacou a influencia de trocas de ideias com contemporânea escritora Clarice Lispector, que na época também começava a despontar no cenário literário brasileiro.

A relação entre os amigos "cavaleiros de um intimo apocalipse", Otto Lara Resende, Hélio Pelegrino e Paulo Mendes Campos, de Belo Horizonte também foi lembrada pelos convidados. Segundo o escritor Sérgio Resende, alguns elementos das cartas aos amigos estavam presentes e representados nos personagens do livro Encontro Marcado. "Me chamou a atenção como tem elementos das cartas no livro. Existem ecos das correspondências em Encontro Marcado", disse.

O debate seguinte terá como tema "Sabino, o romancista" e contará com a participação de Sérgio Rodrigues, João Paulo Cuenca e Paulo Roberto Pires. Ao final da noite Luiz Fernando Veríssimo participa do Sempre um Papo.

Especial para Terra





Não deixe de comentar e avaliar esta postagem. Precisamos SEMPRE do seu retorno. Desde já agradecemos.


 
l