POSTAGEM FIXA: (Re) leituras 2013


Quero deixar aqui um breve comentário sobre os livros que (re) li em 2013... Aqui estão as minhas metas para este ano:

1) Ler, no mínimo, 50 livros...
2) Ler de TUDO e não somente o que cai nos vestibulares...
(Simples assim!)


1. SUICIDAS, Rafael Montes, concluído em 02/01 «««««
Comecei o ano MUITO bem... Suicidas é um livro simplesmente fantástico. Fala sobre nove jovens da elite carioca que participam de uma roleta-russa, no porão de uma casa de campo. Forte. Muito forte! FORTÍSSIMO!!! Ia recomendar para os meus alunos, como leitura extraclasse, mais mudei de ideia. Os pais me linchariam. 

2. O CANTO DA SEREIA, Nelson Motta, concluído em 11/01 ««««
Gosto demais do Nelson Motta. Já tinha lido Bandidos e mocinhas, há alguns anos atrás. Como a Globo produziu a minissérie, usei isso como pretexto para ler a obra. Foi sucesso na TV, mas fico com o livro, que é um zilhão de vezes (óbvio) melhor que a adaptação. 

3. ASSASSINATO NO EXPRESSO ORIENTE, Agatha Christie, concluído em 18/01 «««««
Fazia muito tempo que eu não lia Agatha Christie... Diverti-me bastante com Hercule Poirot e suas DUAS soluções para o caso. É óbvio que o meu suspeito não era o criminoso. Agatha me surpreendeu, novamente. Vou anotar as minhas ideias e escrever um romance policial.

4. TOCAIA GRANDE, Jorge Amado, concluído em 09/02 ««««
Fui atrás de O país do carnaval, incentivado por um grupo que comecei a participar no Facebook, o Papo literário. Comprei também Tieta do Agreste e Tocaia grande. Li apenas o último. Na verdade, eu já tinha lido algumas partes na adolescência, e também assistido à adaptação para a TV produzida pela extinta Rede Manchete. Capitão Natário da Fonseca me divertiu demais... E não só ele, mas todas as inúmeras personagens que Jorge vai inventando...

5. TEM AQUELA DO..., Chico Anysio, concluído em 16/03 «««
Com o começo das aulas, as leituras diminuíram. Comecei a ler Vale tudo: o som e a fúria de Tim Maia, também no Nelson Motta. Na verdade, vou lendo aos pouquinhos, em casa. E como leitura “de rua”, fui me deliciando com as crônicas-anedotas do mestre Chico Anysio. A casa espera de ônibus, a cada trajeto, a cada fila, eu me alegrava com os textos. 

6. HUMOR NOS TEMPOS DO COLLOR, Jô Soares et alli., concluído em 23/03 ««««
Também foi leitura “de rua”. Um livro divertidíssimo com textos de Jô Soares, Millôr Fernandes e Luis Fernando Verissimo. Todos sobre o tenebroso período do governo de Fernando Collor de Melo (1990-1992). Vários textos foram publicados em revistas e jornais da época... Foi muito bom lembrar de alguns episódios que marcaram a minha adolescência. Sim, eu fui um jovem da “geração cara-pintada”. Eu saí nas ruas, protestando contra o Presidente... E nós vencemos!

7. CARTAS A UM JOVEM POETA, Rainer Maria Rilke, concluído em 30/03 ««««
Um livro fantástico, emocionante. São 10 cartas que o tcheco Rainer Maria Rilke (1875-1929) envia um jovem poeta (Franz Kappus, indeciso entre a carreira literária e a militar). As cartas transmitem ensinamentos que versam sobre o fazer poético, além de outras verdadeiras “lições de vida”...

8. NO TEU DESERTO, Miguel Soares Tavares, concluído em 07/04 «««««
Como pude viver tanto tempo sem ler este livro? Muito bom! Fininho, leve, mas de uma profundidade ímpar. Nele, um jornalista relembra a travessia do deserto do Saara feita ao lado de uma garota quinze anos mais jovem, “a Cláudia”. O final é triste e poético. E em todo o livro, parecia tocar uma música suavíssima, inebriante. Comecei as minhas "Leituras de domingo".

9. UM COPO DE CÓLERA, Raduan Nassar, concluído em 07/04 ««««
Mal saí do Saara e já me embrenhei nessa narrativa breve, áspera e cortante. Raduan Nassar apresenta um dia na vida de um casal que só se entende no sexo. É isso. Mas não é SÓ isso... Dá para ler "numa sentada"...

10. EU RECEBERIA AS PIORES NOTÍCIAS DOS SEUS LINDOS LÁBIOS, Marçal Aquino, 14/04. «««««
Comprei esse livro depois de assistir a um vídeo no canal literário (YouTube) da Isa Vichi, o Livrolendo. Durante a semana inteira estive ao lado de Cauby e Lavínea... Creio que todos nós deveríamos viver uma paixão como esta. E já que um sentimento avassalador não é para todos, se não podemos viver a nosso, DEVEMOS, pelo menos, conhecer o deles.

11. O REI DE RAMOS, Dias Gomes, concluído em 14/04 ««««
Ainda restavam algumas horas para terminar o domingo. E dando uma "fuçada" na minha estante, eu encontrei esse livrinho super divertido. Dias Gomes sempre foi um MESTRE em tudo o que fez. E em O rei de Ramos ele nos apresenta a rivalidade entre os bicheiros Mirandão e Brilhantina. Além dos tipos incríveis da malandragem carioca, a gente ainda leva "de lambugem" um romancinho-romeu-e-julieta entre o casal filho dos dois bicheiros... Minha tarde de domingo ficou mais divertida. 

12. MORTE SÚBITA, J. K. Rowling, concluído em 21/04 «««««
Como eu disse no início, uma das metas para 2013 é ler DE TUDO. E isso inclui as "modinhas" da atualidade. E para vencer todo e qualquer preconceito linguístico, esse livro da J. K. Rowlling é recomendadíssimo... Eu não li nenhum Harry Potter e possivelmente nunca vou ler. Nada contra. Apenas não gosto do gênero "fantasia". Mas ao conhecer Morte súbita, eu entendi o que essa moçada v(l)ê na J. K. Ela tem uma narrativa INCRÍVEL e VICIANTE. Viver três semanas ao lado dos moradores de Pagford, me envolver em seus problemas, descobri-los, aos poucos e por inteiro, foi uma experiência gratificante e inesquecível. Terminei o livro na manhã de domingo e fiquei ensimesmado o restante do dia... Quero ler de novo... Sinto muita falta de todos.

13. O VELHO E O MAR, Ernest Hemingway, concluído em 21/04 ««««
Ainda sob o efeito de Morte súbita, li essa obra-prima de Hemingway. Há muito eu queria ler, mas creio que o fiz na ocasião certa. Foi bom ir pescar com o Velho Santiago e usar essa solidão para esquecer um pouco os incontáveis  habitantes de Pagford e Fields. Quem não leu ainda, LEIA!!!

14. TRAVESSURAS DA MENINA MÁ, Mario Vargas Llosa, concluído em 26/04 «««««
A menina má entrou definitivamente para dentro de mim. Senti-me um Ricardo Somocurcio. Eu fui Ricardo. Amei e odiei a menina má em cada volta e escapada. Chorei com eles, senti-me dentro do livro como há muito não me sentia. Posso dizer, com certeza absoluta, que este se tornou um dos livros da minha vida. 

15. UMA NOITE EM CINCO ATOS, Alberto Martins, concluído em 27/04 «««
Há muito queria ler. O livro esteve num vestibular próximo, mas não coube a mim trabalhá-lo. A ideia é interessante: juntar, num mesmo palco, três poetas que em épocas diferentes cantaram o seu amor por São Paulo: Álvares de Azevedo, Mário de Andrade e José Paulo Paes  e colocar, em suas bocas, reflexões sobre a poesia e a cidade. Porém, eu achei que uma esta ideia poderia ter sido melhor executada. Com três personalidades tão ricas, a peça poderia ter sido mais densa. As reflexões ficaram, a meu ver, superficiais. Ganha três estrelas. Uma para cada poeta.

16. VALE TUDO: O SOM E A FÚRIA DE TIM MAIA, Nelson Motta, concluído em 04/05 «««««
Sempre gostei muito do Tim Maia. Considero-o o grande anti-herói da música brasileira. "Gordo, preto e cafajeste", como ele mesmo se definia, Tim venceu todos os altos e baixos da sua vida montanha-russa. E nesse relato de "Nelsomotta", podemos constatar que maior que o mito, maior que o cantor, maior que o compositor e maior que o multi-instrumentista, estava o homem, a figura humana de Sebastião Rodrigues Maia. É um relato apaixonado e apaixonante da vida deste grande brasileiro. A leitura foi iniciada nas férias de janeiro, mas inexplicavelmente suspensa. Voltei no final de abril e fui percorrendo as sendas, as trilhas sonoras deste baluarte da nossa música. Uma dica para quem quer se  deliciar com esta obra é baixar a discografia de Tim e ir ouvindo os discos, cujas canções são comentadas por Nelsinho, algumas nos seus mínimos detalhes. Enfim, um livro para quem gosta e (como eu digo sempre) principalmente para quem NÃO GOSTA do eterno síndico do Brasil: Tim Maia ("... meu amigo! Tim Maia, meu amigo!...").

17. CRIANCINHAS, Tom Perrota, concluído em 04/05 ««
Essa foi a minha leitura "de rua" da semana. Não me empolgou muito, esperava mais, BEM MAIS do livro!!! O enredo é quase todo previsível, com personagens rasos. A exceção fica pelo maníaco sexual  Ronnie J. McGorvey e sua mãe, May, que possuem uma trama melhor engendrada. Tirando isso, só vi trivialidades. É provável que posso ter ido com muita sede ao pote, até por resenhas que falavam muito bem de Tom Perrota, mas no final, o que ficou foi o seguinte: nunca li Júlia, Sabrina ou Bianca, mas creio que não sejam tão diferentes de Little children.

18. O ESTRANGEIRO, Albert Camus, concluído em 12/05 «««««
Sobre esse sairá uma resenhazinha...

19. NINGUÉM ESCREVE AO CORONEL, Gabriel García Márquez, concluído em 15/05 ««««
Novelinha simples do Gabo. Gostosa... Como a leitura de Cem anos de solidão absorve bastante energia, inventei esse hiato de uma semana para assimilar o que já li e poder passar adiante. Mas enquanto eu "descansava" das peripécias do Coronel Aureliano Buendía e as sete gerações de sua família, diverti-me e me emocionei com este outro Coronel, com sua mulher asmática, o galo deixado de herança pelo filho morto, a sua fome e a sua miséria. Ah, e é claro, o sonho da sua aposentadoria que nunca chega, preso nos entraves da burocracia. Leitura para poucas horas, que eu dividi em um pouquinho durante três dias para durar mais. Ninguém escreve ao Coronel faz parte do chamado "ciclo de Macondo", parte da obra de Gabo que traz personagens e paisagens desse lugar fabuloso, consagrado por Cem anos de solidão...


20. CEM ANOS DE SOLIDÃO (Gabriel García Márquez), concluído em 25/05 «««««
Leia a resenha, clicando aqui.

21. DESERTO (Luis S. Krausz), concluído em 31/05 «««
Livro vencedor do 2º Prêmio Benvirá. Estamos sorteando um exemplar... Em breve, resenha por aqui. Assim que passar a primeira fase do vestibular UFU (22 e 23/06).

22. ANJO NEGRO (Nelson Rodrigues), releitura concluída em 01/06 «««««
O feriado prolongado foi utilizado para a releitura de algumas obras selecionadas para o Processo Seletivo UFU junho 2013. Anjo negro, na minha opinião, é o melhor livro da lista.  Quem não leu, está perdendo. Trata-se de uma peça que coloca todos os dedos infectos, imundos numa das maiores feridas da nossa História: o preconceito contra o negro. 

23. A MORTE DE IVAN ILITCH, Liev Tolstoi, releitura concluída em 03/06 ««««
Também relido para uma aula de véspera. Uma novela de Tolstoi que nos põe diante da mediocridade humana. 

24. O ABRAÇO, Lygia Bojunga Nunes, concluído em 08/06 «««««
Também para o vestibular. Por incrível que pareça, apesar de conhecer alguns livros da Lygia, não tinha lido "O abraço". Com certeza, entrou para os meus preferidos. Uma obra densa pois, em suas poucas páginas, abarca personagens bastante complexas, que figuram entre as melhores da nossa literatura.

25. HÍDRIAS, Dora Ferreira da Silva, concluído em 10/06 «««
Dora trabalha os mitos gregos, reforçando a sua importância para os tempos modernos. O problema é que a autora se mostrou hermética. Mesmo conhecendo razoavelmente o assunto, fica difícil aos jovens  leitores, terem uma visão panorâmica da obra. 

26. RELATO DE UM NÁUFRAGO (Gabriel García Márquez), concluído em 29/06 ««««
Depois de duas semanas dedicadas ao vestibular, voltei às leituras não-obrigatórias. E já fui direto no Gabo. Acho que gosto de qualquer coisa escrita por esse sujeito. Relato de um náufrago foi escrito como um folhetim-reportagem que contava a história de Luis Alexandre Velasco, um marinheiro colombiano que em 1955 passou 10 dias em pleno Mar do Caribe, após cair acidentalmente de um destróier da Marinha de seu país. Muito bom!

27. METAMORFOSE (Franz Kafka), concluído em 13/07 «««««
Segunda releitura dessa obra memorável. Queria um livro que me tomasse por completo, mas não estava encontrando. O jeito foi apelar para alguns clássicos.

28. TEORIA DO CONTO (Nádia Battella Gotlib), concluído em 27/07 «««««
No finalzinho do recesso escolar recorri a um capítulo deste livro para preparar uma análise de alguns contos de Clarice (vestibulices pra variar). Mas me empolguei eacabei relendo o livrinho inteiro, recordando-me dos velhos tempos das aulas de Teoria Literária I e III.


QUADRINHOS

01. ORQUÍDEA NEGRA, Neil Gaiman e Dave McKean, concluído em 14/04 «««««
Foi essa a leitura "de rua" da semana. Quadrinhos, da melhor qualidade. Também foi sugestão de uma vlogueira, a Tatiana FeltrinA trama tem um desenvolvimento totalmente diferente das histórias de super-heróis convencionais, distanciando-se da ação e da violência gratuita e focando na busca da personagem por sua identidade. Além de tudo, ainda tem uma "pegada" ecológica, mas sem ser chato. 

02. SWEET TOOTH, VOLUME UM - DEPOIS DO APOCALIPSE, Jeff Lemire, concluído em 04/05 «««««
Sweeth Tooth — ou melhor, Gus — é um menino híbrido, metade gente, metade alce. Esse tipo de criança surgiu depois que, há dez anos, o Flagelo incendiou a floresta e matou quase todas as pessoas. Gus que já não tinha mãe, perde também o pai, mas no meio da história passa a contar com a proteção (?) do Sr. Jepperd, que promete levá-lo à Reserva, um lugar onde existem outras crianças híbridas e o pequeno Gus estará a salvo. É uma história triste e comovente, que fala sobre inocência, confiança, lealdade, respeito à família, entre outras coisas.

LEITURAS EM ANDAMENTO (iniciadas)
  • GRANDES ESPERANÇAS, Charles Dickiens
  • 501 GRANDES ESCRITORES (Julian Patrick) Apesar de ser uma obra de consulta, estou lendo sobre os escritores de forma cronológica. Coisinha pra se fazer em casa, nos momentos vagos... Vai sair devagarinho.

PRÓXIMAS LEITURAS (programadas, mas não iniciadas. Nem sempre serão as próximas)


Não deixe de comentar e avaliar esta postagem. Precisamos SEMPRE do seu retorno. Desde já agradecemos.


 
l